O que você precisa saber na hora de fazer o HIIT

O HIIT nada mais é do um método de treinamento aeróbico, que intercala exercícios de alta intensidade, chegando quase a capacidade máxima de um indivíduo com movimentos de baixa e/ou moderada intensidade e promete ser uma ótima ideia para queimar gordura rápido sem perder massa muscular.

Segundo o coordenador da Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular e coordenador das Unidades de Terapia Intensiva do Hospital e Maternidade Sino Brasileiro, Dr. Élcio Pires Junior, esse tipo de exercício tem se mostrado muito mais eficiente do que o treinamento de longa duração nos termos de redução de gordura corpórea. Além de otimizar a capacidade cardiovascular, aumentando a força de bombeamento sanguíneo pelo ventrículo esquerdo do coração.

No entanto, ainda de acordo com o especialista, é preciso atenção, já que este tipo de exercício é considerado explosivo e dispara bastante o batimento cardíaco. “A checagem prévia das condições cardiovasculares é essencial, já que elas necessitarão estar em boas condições, não somente para promover uma boa performance, mas principalmente para evitar transtornos como faltas de ar ou problemas mais graves”, explica Élcio.

Além disso, pessoas com idade acima de 35 anos, que sofrem com hipertensão ou problemas nas articulações, portadores de doenças cardiovasculares, pessoas sedentárias, fumantes, diabéticos e obesos devem tomar ainda mais cuidado e não começar a praticar o HIIT antes de realizar um check-up cardiovascular e metabólico prévio.

Confira abaixo algumas dicas que o Dr. Élcio Pires Júnior selecionou para você que pretende começar a praticar o HIIT.

1. Procure um avaliador físico – Para realizar o exercício com saúde e segurança é essencial consultar um especialista antes de começar. Apenas assim o rendimento e resultado serão satisfatórios.

2. Realize um preparo físico de base – Pratique treinos aeróbicos durante 15 dias de 3 a 5 vezes por semana, em sessões de 20 a 50 minutos cada. Dessa maneira o organismo irá produzir adaptações musculares que aumentam o transporte de oxigênio aos músculos, o que é importante antes de iniciar o HIIT para reduzir o risco de lesão musculoesquelética.

3. Atenção para uma dieta adequada – O HIIT é um exercício de alta intensidade, por isso, é imprescindível que o organismo tenha todos os nutrientes necessários para ser capaz de realizar o treino com segurança. Por isso, mantenha uma alimentação balanceada, inclusive com carboidratos.

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *