Alimentação contra as doenças do coração

Você já passou em uma consulta com o cardiologista e foi orientado a se alimentar melhor? Pois bem, os alimentos e o coração andam de mãos dadas quando o assunto é a saúde. Existe uma estimativa que diz que com uma alimentação saudável somada a práticas diárias de exercícios físicos podem reduzir até 80% das chances de desenvolver alguma doença do coração. Mas você sabe o porquê?

Alimentação ruim é sempre um fator de risco

Todo mundo sabe que o estilo de vida de moderna é um gatilho para se alimentar de forma errada. Muitas pessoas possuem rotinas exaustivas e quase nunca se empenham em preparar refeições pensadas, o que resulta na ingestão de alimentos vazios: pobre em nutrientes. Porém, esses alimentos são ricos em gorduras saturadas, sódio, carboidratos, açúcares e conservantes. Dia após dia, esses alimentos tentadores e de rápido preparo se tornam praticamente impossíveis de não estarem presentes na mesa do jantar.

Esses, até então, inofensivos alimentos aumentam gradativamente as taxas de colesterol, aumentam os números na balança, deixam o organismo mais propenso a inflamações, criam a chance do desenvolvimento de diabetes, promovem o acúmulo de gorduras viscerais, causam a hipertensão e facilitam a formação de placas de gorduras nas artérias, tornando-se assim, os maiores vilões para a saúde do coração.

Usando a alimentação em prol da saúde

Existem vários fatores que podem desencadear as doenças cardiovasculares, sejam genéticos ou ambientais. Porém, a alimentação pode ajudar (e muito) para que os riscos diminuam. Uma mudança nos hábitos alimentares ajuda não só na saúde do coração, mas na saúde do organismo todo.

Muitos alimentos são conhecidos como “cardioprotetores” por possuírem nutrientes e vitaminas que são essenciais para o bom funcionamento do coração. Entre eles, se destacam frutas como jabuticabas, melancias e o cupuaçu, que além de serem tipicamente brasileiras, ajudam na redução da pressão arterial, impedem a formação de coágulos, combatem a aterosclerose e ajudam a manter o nível do bom colesterol. Para uma alimentação equilibrada é recomendado o consumo de três a cinco porção de frutas diariamente.

Outros alimentos que devem estar presentes diariamente em todas as refeições são as verduras e os legumes, já que quanto mais dessas porções estiverem no prato, haverá menos espaços para opções calóricas e gordurosas. Esses alimentos oferecem grandes quantidades de fibras e vitaminas que são essenciais para a manutenção e proteção do coração.

Existem alimentos que favorecem a saúde cardiovascular de forma indireta, por melhorarem a circulação, na inibição de absorção de gordura pelo organismo, na sensação de saciedade e no controle do colesterol, algum desses são: Óleos vegetais, como óleo de soja, de girassol e o azeite; Oleaginosas, como castanhas de caju, nozes e avelãs; Laticínios em suas versões desnatada, como leites e iogurtes e cereais, como a aveia e a linhaça.

Cuide do seu coração!

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *