A saúde do coração em pauta

A Organização Mundial da Saúde colocou a redução e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis como objetivo prioritário para 2019. Entre as 10 metas globais, as doenças cardiovasculares, juntamente com o câncer e o diabetes, entram como uma das prioridades na solução, já que todas as doenças não transmissíveis juntas são responsáveis por 70% das mortes em escala mundial.

O aumento dessas doenças é causado, segundo a OMS, pelo sedentarismo, tabagismo, poluição do ar, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e os hábitos alimentares pouco saudáveis. Esses fatores de risco colaboram para o crescimento das chances de desenvolvimento de todas as doenças cardiovasculares.

O que pode ser feito

Todos os dias somos atingidos com milhares maneiras diferente de levar uma vida mais saudável. Entre as dietas do ano e a nova moda dos treinos, o importante é começar. Inicie trocando os elevadores por escadas, faça caminhadas ou ande de bicicleta. O mesmo serve para a alimentação: trocar o fastfood pela comidinha caseira, escolher mais legumes e verduras no self service e evitar refrigerantes e, em pouco tempo, essas escolhas se tornarão um hábito saudável.

O mesmo pode ser feito com o álcool e o cigarro, diminuindo até que perca o costume de consumi-los. Todos nós sabemos que essa tarefa pode ser difícil, por isso, não hesite em pedir ajuda médica caso não esteja tendo avanços. O SUS oferece tratamento gratuito para quem quer deixar o álcool e cigarro para trás definitivamente.

E o ar?

Alguns poluentes como óxidos de nitrogênio e dióxido de carbono causam irritações nos vasos sanguíneos e facilitam o acúmulo de gordura nas artérias, a famosa aterosclerose. Em casos mais avançados, essa formação de placas de gordura pode obstruir os vasos, levando a complicações mais graves como AVC e infarto do miocárdio.

Morar na cidade de São Paulo pode ser desafiador quando o assunto é ficar longe de poluição. Mas algumas situações podem ser evitadas para nos manter afastados dos riscos oferecidos pela poluição do ar, como evite caminhar ou andar de bicicleta em horários em que o trânsito esteja intenso, os engarrafamentos em vias principais têm grande concentração de emissores poluentes. Outra medida é escolher o local de moradia, se manter afastado de grandes centros urbanos onde existe a alta concentração de gás carbônico.

O seu corpo agradece

Essas práticas não vão apenas proteger a saúde do seu coração, como também melhorará o funcionamento geral do seu organismo. Os fatores de risco para as doenças cardiovasculares são os mesmos para várias outras doenças. Por que não se prevenir?

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *