Por que tantos brasileiros são hipertensos?

Cerca de 35% da população sofre com pressão alta, segundo o Ministério da Saúde 

 Aproximadamente 70 milhões de pessoas possuem hipertensão arterial no Brasil. Embora uma parte considerável da população sofra com as alterações na pressão, apenas a metade sabe e trata da condição, é o que diz os dados do Ministério da Saúde. Mas por que a hipertensão é tão popular no Brasil? 

Segundo o cirurgião cardíaco e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, Dr. Élcio Pires Junior, o principal motivo da pressão alta ser tão prevalente entre os brasileiros são os maus hábitos da população. “No Brasil, além dos altos índices de obesidade e sobrepeso, o sedentarismo somado a alimentação ruim favorece o endurecimento dos vasos e deixa a pressão lá em cima”, alerta o médico.  

Além dos 12 por 8 

A hipertensão, caracterizada pela força que o fluxo sanguíneo faz nas paredes dos vasos, causa uma série de complicações no organismo, principalmente no coração. Considerada alta quando ultrapassa os índices dos 14 por 9, a hipertensão é um dos principais fatores de risco para o infarto, AVC e até a insuficiência cardíaca.

“Apesar da hipertensão ser assintomática, alguns sinais podem indicar que há algo de errado: dores no peito, tonturas, visão turva, zumbido nos ouvidos e dores de cabeça. Para identificar a pressão alta, o ideal é estar com o check-up médico em dia”, destaca Élcio. 

Tenho hipertensão, e agora? 

A hipertensão vai além da associação aos maus hábitos, já que as chances de desenvolver a condição também aumentam com o avanço da idade. “Quando um paciente é diagnosticado com hipertensão, é preciso estar atento a outras condições que podem agravar a saúde do hipertenso, como o alto consumo de bebidas alcoólicas, o excesso de sódio na alimentação, o colesterol elevado, o tabagismo e o diabetes descontrolado”, comenta o especialista. 

Embora não tenha cura, a hipertensão tem tratamento. Apenas um especialista pode indicar qual é a melhor maneira de controlar a pressão alta, seja através de medicamentos ou não, o primeiro passo é melhorar o estilo de vida. 

“Abandonar o cigarro, praticar alguma atividade física diariamente, evitar alimentos gordurosos, não abusar do sal e estar dentro do peso normal são as principais recomendações para quem tem hipertensão. Portanto, o melhor tratamento para a doença de coração é a prevenção”, finaliza o cirurgião. 

Dr. Élcio Pires Júnior é coordenador da cirurgia cardiovascular do Hospital e Maternidade Sino Brasileiro – Rede D’or – Osasco, e coordenador da cirurgia cardiovascular do Hospital Bom Clima de Guarulhos. É membro especialista da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular e membro internacional da The Society of Thoracic Surgeons dos EUA. Especialista em Cirurgia Endovascular e Angiorradiologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo.    
Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *