5 mitos e verdades do cateterismo

Doenças do coração são motivo de 30% das mortes por ano no Brasil

As doenças cardiovasculares são líderes de mortalidade no Brasil. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), cerca de 14 milhões de brasileiros têm alguma doença no coração, sendo o motivo de 30% das mortes por ano no país.

A medicina cardiológica está bastante evoluída e tem exames e tratamentos que podem ajudar na prevenção e diminuir o número de infartos e outras doenças, como o cateterismo, que avalia a obstrução das artérias coronárias ou o funcionamento das valvas e do músculo cardíaco.

O exame pode ser feito antes de uma intervenção, como a angioplastia, ou em emergências, como no caso de um infarto agudo do miocárdio. 

Quando o paciente é informado que precisa realizar esse procedimento, fica com dúvidas e apreensivo. Por isso, o cirurgião cardiovascular e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular, Dr. Elcio Pires Junior, listou alguns mitos e verdades sobre o cateterismo. Confira:

– O procedimento só pode ser feito em adultos. Mito! O cateterismo não tem restrição de idade e pode, inclusive, ser realizado em recém-nascidos para diagnosticar problemas congênitos.

– O cateterismo serve para desentupir o vaso. Mito! Ele visa diagnosticar e avaliar a necessidade de um procedimento, que vai desentupir o vaso bloqueado.  

– A inserção do cateter pode ser feita em vários locais do corpo. Verdade! O exame pode ser feito por meio dos vasos sanguíneos dos braços ou das pernas. A maioria dos especialistas acabam preferindo fazer pelo braço, pois é mais confortável para o paciente.

– O cateterismo oferece riscos. Verdade! O procedimento é seguro, porém, alguns pacientes manifestam reação alérgica ao iodo, que é utilizado para contraste. Há também relato de lesões nos vasos sanguíneos, sangramento no local onde o cateter foi inserido e arritmias cardíacas.

– Tenho alergia ao iodo, por isso não posso fazer cateterismo. Mito! A concentração de iodo é pequena e a possibilidade de alergia é baixa. Porém, o médico precisa ser avisado. 

facebook.com/Dr-Elcio-Pires-Junior-Cirurgião-Cardíaco  linkedin.com/in/elciopiresjunior | www.instagram.com/drelciopiresjr

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *