Trabalhar acima de 55 horas na semana aumenta riscos de AVC e doenças cardiovasculares

Um estudo realizado pela OMS (Organização Mundial da Saúde) e pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) mostrou que trabalhar mais de 55 horas por semana aumenta o risco de doenças cardíacas e de AVC (acidente vascular cerebral).

De acordo com a pesquisa divulgada neste mês, pelo menos 745 mil trabalhadores morreram em 2016 por causa do excesso de trabalho no mundo todo, desse total, 398 mil foram vítimas de acidente vascular cerebral e 347 mil de doenças cardíacas.

Ao comparar uma jornada de trabalho de 34 a 40 horas semanais a uma rotina de mais de 55 horas trabalhadas, o estudo concluiu que o risco de um acidente vascular aumentou em 35%, e 17% de morrer de doença cardíaca isquêmica.

Estes fatores também aumentam o risco para doenças cardíacas que, assim como o AVC, tem a aterosclerose como causa principal, segundo o cirurgião cardiovascular Elcio Pires Junior coordenador da cirurgia cardiovascular do Hospital e Maternidade Sino Brasileiro da Rede D’or.

“O endurecimento das artérias, tanto no coração, quanto no sistema vascular cerebral, se dá com essas obstruções devido à reposição de gordura. Então isso tem muito a ver com a alimentação desses pacientes, com a vida sedentária e o excesso de trabalho contribui para isso. O aumento do estresse e da pressão arterial acaba endurecendo essas artérias, facilitando as suas deposições”, explica o especialista.

facebook.com/Dr-Elcio-Pires-Junior-Cirurgião-Cardíaco | linkedin.com/in/elciopiresjuniorwww.instagram.com/drelciopiresjr

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *